A fábula dos dois lobos – Qual deles você quer alimentar? – Reflexão

Resultado de imagem para a lenda do lobo bom e lobo mau

Que tal uma boa reflexão?

Para tanto, trago uma fábula (ou conto) que circula pela internet e que gosto muito, a respeito dos “Dois Lobos”, enfocando figurativamente, mas com bastante propriedade, os motivadores do nosso comportamento, a maneira como somos, agimos e reagimos no cotidiano!

A fábula enfatiza a dualidade do ser humano, a sua complexidade e, sutilmente, a necessidade de que trabalhemos continuamente para a nossa própria evolução. Como moral dessa interessante e sábia narrativa dos Cherokees, depreende-se que só depende de cada um ser bom ou mau, tornar-se pessoa melhor ou pior, em face dos dois lobos que habitam e duelam em cada pessoa. Afinal, qual dos dois lobos você quer que prevaleça?

Assim, convido-o a refletir sobre o texto, a seguir transcrito:

A Fábula dos Dois Lobos (dos índios Cherokee)

Certo dia, um jovem índio cherokee chegou perto de seu avô para pedir um conselho. Momentos antes, um de seus amigos havia cometido uma injustiça contra o jovem e, tomado pela raiva, o índio resolveu buscar os sábios conselhos daquele ancião.

O velho índio olhou fundo nos olhos de seu neto e disse:

“Eu também, meu neto, às vezes, sinto grande ódio daqueles que cometem injustiças sem sentir qualquer arrependimento pelo que fizeram. Mas o ódio corrói quem o sente, e nunca fere o inimigo. É como tomar veneno, desejando que o inimigo morra.”

O jovem continuou olhando, surpreso, e o avô continuou:

“Várias vezes lutei contra esses sentimentos. É como se existissem dois lobos dentro de mim. Um deles é bom e não faz mal. Ele vive em harmonia com todos ao seu redor e não se ofende. Ele só luta quando é preciso fazê-lo, e de maneira reta.”

“Mas o outro lobo… Este é cheio de raiva. A coisa mais insignificante é capaz de provocar nele um terrível acesso de raiva. Ele briga com todos, o tempo todo, sem nenhum motivo. Sua raiva e ódio são muito grandes, e por isso ele não mede as consequências de seus atos. É uma raiva inútil, pois sua raiva não irá mudar nada. Às vezes, é difícil conviver com estes dois lobos dentro de mim, pois ambos tentam dominar meu espírito.”

O garoto olhou intensamente nos olhos de seu avô e perguntou: “E qual deles vence?”

Ao que o avô sorriu e respondeu baixinho: “Aquele que eu alimento.”

Fonte – texto encontrado em diversos sites da rede mundial de computadores (Internet).

Publicado em 23 de março de 2015 por 

 

Imagem relacionada

 

 

12 pensou em “A fábula dos dois lobos – Qual deles você quer alimentar? – Reflexão

  1. Hey! I’m so thrilled to have dicovered this
    blog! I’ve been reading it for quite a while! Amazing
    content. It reakly has helped me to explore
    my sexuality and desires. I’ve learned so much about myself and my desires, and it’s really changed my daily
    look on life for the better. I’m more outgoing andd relaxed in my own skin, and
    I’m really looking forward too continuing to read your blog!
    Thank you for being here!

    Also visit my page Top sex gifs

  2. Wonderful goods from you, man. I’ve understand your stuff previous
    to and you are just extremely excellent. I really like what you’ve acquired
    here, really like what you are saying and the way in which you say it.
    You make it entertaining and you still care for to keep it sensible.
    I can’t wait to read much more from you. This is really
    a tremendous web site.

    My page: tracfone special

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *