Prenúncio da era psicológica

Citar

 “Para Freud, a tarefa mais importante da existência humana é compreender a própria mente”.

 

Nota Introdutória🗺O Universo é Mental, tudo começa e acontece com o pensamento.

 

 

Sou a primogênita de uma família de oito filhos (irmãos bilaterais), meus pais se casaram jovens, porém, viviam bem, tinham um casamento feliz! Mas, como nem tudo são flores, conto de fadas.

Após 30 (trinta) anos de casamento, meu pai descobriu um linfoma (câncer), que deu metástase e ele morreu nove meses depois de descobrir a doença.

Foi difícil, pois não é só o enfermo que sofre com a doença,  a família inteira padece com a enfermidade. Hospital, ver a pessoa que a gente ama se deteriorando. Isso é uma barra.

Pra minha mãe foi mais difícil ainda: Apaixonada, dona de casa, dependente. A impressão que tenho é que no dia do enterro do meu pai, a vida acabou pra ela.

Que dali em diante, passou a viver como zumbi  e com intuito de amortecer a sua dor, passou a  buscar caminhos perigosos como: O  álcool e o cigarro.

E numa noite de Natal, após mais uma das suas crises de lamúrias e bebedeira,  tive uma conversa séria com ela: Avisei que o caminho que ela estava tomando era perigosos, ela estava criando corrente, se autoflagelando,  que ela deveria tomar cuidados, pois poderia a vir carregar uma cruz mais pesada do que ela estava carregando.

Dito e feito, uma semana depois na noite de Réveillon ela teve um AVC e parou de falar e andar, e um tempo depois veio a óbito. Não tenho palavras para descrever o que eu pensava quando pressenti o que aconteceria com a minha mãe, apenas percebia que ela estava criando algo de ruim pra ela.

O pior foi quando, anos depois, aconteceu a mesma coisa com a minha irmã, que teve um derrame, perdeu a fala e os movimentos e um tempo depois faleceu. Detalhe que essa minha irmã foi a que encontrou a minha mãe depois do AVC, toda suja e ainda ficou na casa onde morávamos.

TODAS Fridas - Cuide-se. | Facebook

Passei a buscar respostas pro meus pressentimentos e foi  através de FREUD que comecei a entender melhor as minhas percepções.  Na verdade, antes dele se tornar  psiquiatra, ele era neurologista.

E foi através do caso Anna O.  Frequentemente descrita como a primeira paciente da psicanálise. Que  desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do pensamento de Freud que a partir daí se tornou psicanalista.👇👇👇

Caso Anna O interpretado por Freud

Quase todos os pacientes que Freud tentou analisar no início de sua carreira assemelhavam-se a Anna O. Em ao menos um ponto: eles procuravam Freud não por causa de algum problema emocional, mas por estarem sofrendo de sintomas físicos.

A título de exemplo, cito alguns de seus pacientes: O caso de  Emmy Von N., que sofria de dificuldades de fala que ele descrevia como “interrupções espásticas que resultam em gagueira”. Ela também reclamava de “movimentos convulsivos frequentes, com tiques na face e nos músculos do pescoço” e costumava repetir compulsivamente exclamações verbais e produzir sons de estalidos.

Outra paciente, Lucy R., uma governanta inglesa, sofria de estranhas alucinações olfativas em que predominava o cheiro de pudim queimado.

Outra ainda, Elisabeth Von R., veio a Freud porque há mais de dois anos sofria de dores nas pernas. Em todos esses casos, Freud determinou que a doença de seus pacientes era histeria e procurou trazer à tona o incidente traumático que supostamente teria produzido os sintomas.

Nessa época, Freud acreditava que, no estágio final da terapia, seria proveitoso descobrir de quais maneiras as coisas estão conectadas e dizer ao paciente sua descoberta.

Quando, no entanto, ele apresentou suas conclusões a Elizabeth Von R., afirmando que sua doença havia sido produzida pela sua paixão por seu cunhado, ela objetou dizendo que isso não era verdade. Freud, no entanto, persistiu em sua explicação e declarou que sua paciente estava curada.

Depois de tudo que vivi, observei e pesquisei:  Acredito que se anuncia uma nova fase para a Humanidade. Em que o TODO-PODEROSO vai iniciar-nos em novas, grandes e sublimes verdades.

Kardec fala NA REVISTA  espírita (ABRIL DE 1858) do advento do período psicológico no qual o homem passaria a ser, ao mesmo tempo em que, sujeito de conhecimento científico, objeto do seu conhecimento, isto é, ele se voltaria para conhecimento de si mesmo.

Entendendo melhor as suas emoções e sentimentos. Kardec fazia alusão ao período da história que Augusto Comte ( filósofo francês, fundador do Positivismo, desenvolvido em 1857) tinha chamado de período  científico , em que surgiram as ciências positivas, voltadas ás coisas concretas da realidade objetiva, material.

Desenvolviam-se do simples ao complexo, do concreto ao abstrato e se aproximando do homem, nesta ordem: matemática, física, química, biologia e sociologia.

Dentro da filosofia positivista, a psicologia deveria ser objeto de estudo da biologia combinada com a Sociologia. Kardec quis dizer que essa ciência estava longe de dar a última palavra em termos de conhecimento  científico, que o conhecimento integral dependia de estender os limites imaginados na época, e ocorreria quando fossem devassadas as próprias fronteiras da matéria e as do ser humano.

Para saber + 📣. Procure na SKY/NET a bibliografia do naturalista britânico Charles Darwin, que  foi o responsável por quebrar o paradigma de que Deus criou o homem a sua imagem e semelhança. Ao publicar o revolucionário a Origem das Espécies, ele bateu de frente com a Igreja, contudo ele era um homem extremamente religioso e resistiu durante muito tempo para expor a sua tese,  a sua esposa também era uma mulher extremamente religiosa, ele não queria conflitos, contudo com isso ele desenvolveu uma doença, que só foi curada quando ele expôs a sua teoria.

👉👉https://www.ipeak.net/site/estudo_janela_conteudo.php?origem=640&idioma=1&f=0

A dor é aprendida? Poderíamos arrancar um braço se não tivéssemos aprendido que isso é dor? - Quora

Anotação importante.😪 Ficar triste sim, mas só o que doer.

👉🏾👉🏾👉🏾https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/positivismo.htm