O dilema do porco-espinho, de Arthur Schopenhauer

Em 1851, o filósofo alemão, Arthur Schopenhauer, expôs a parábola do porco-espinho,Durante uma era glacial, muito remota, quando o Globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem as condições do clima hostil.Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começou a se unir, a juntar-se mais e mais. Assim cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E todos juntos, bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo aquele inverno tenebroso. Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam mais calor, aquele calor vital, questão de vida ou morte. E afastaram-se, feridos, magoados, sofridos.Dispersaram-se por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus semelhantes. Doíam muito…….Mas, essa não foi a melhor solução: afastados, separados, logo começaram a morrer congelados.Os que não morreram, voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos. Assim, aprendendo a amar, resistiram a longa era glacial. Sobreviveram.

“Quanto mais nos ocupamos com a felicidade dos outros, maior passa a ser nosso senso de bem-estar. Cultivar um sentimento de proximidade e calor humano compassivo pelo outro, automaticamente coloca a nossa mente num estado de paz. Isto ajuda a remover quaisquer medos, preocupações ou inseguranças que possamos ter, e nos dá muita força para lutar com qualquer obstáculo que encontrarmos. Esta é a causa mais poderosa de sucesso na vida.”

Arthur Schopenhauer
Fonte: Olívia Couto

Ps♠ Gosto dos anfíbios, palavra de origem grega, significa vida dupla. As chances deles, sobreviverem é bem maior, afinal, eles conseguem viver em dois ambientes.

 

3 ideias sobre “O dilema do porco-espinho, de Arthur Schopenhauer

  1. Hello everyone!
    Last year I got a job so I had to use paper help service cause you know how hard it can be if you dont have much time to do everything :)

    Well, I spent a lot of days looking for a safe and inexpensive service with high-quality writers. And finally I found it!

    One of the best essay writing service to write my essay

    It was so easy! I paid and received my paper on time.
    And my teacher liked it :)

    So am I! And for now they offered me some private 10% discount!

    I gave it to my friends on campus and want to share it with you. :)

    Catch https://essayerudite.com/order-form/?coupon=BESTESSAYHELP10&aid=436 and feel free to use the service.

    Good luck!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>