A burguesia e suas virtudes cardinais o estado e seus pecados capitais.

Não é da benevolência do padeiro, do açougueiro ou do cervejeiro que esperamos que saia o nosso jantar, mais sim do empenho em que eles tem em promover  o seu próprio interesse.( Adam Smith, em a Riqueza das Nações)

A burguesia na acepção original do termo, sempre foi formada por uma classe de poupadores, de pessoas que honravam a sua palavra e respeitavam o seu contrato, de pessoa que tinham uma profunda ligação a família.

Essa classe de pessoas se importavam mais com o bem estar de seus filhos, com o trabalho e com a produtividade do que com o lazer e o deleite pessoal.

As virtudes da burguesia são as tradicionais virtudes da prudência, da justiça, da temperança e da fortaleza( força). Cada uma possui um componente econômico -vários componentes econômicos na verdade.

A prudência dá sustento a instituição da poupança, ao desejo de adquirir uma boa educação para se preparar para o futuro, e a esperança de poder legar uma herança aos nossos filhos.

Com a justiça vem o desejo de honrar os contratos de dizer a verdade nos negócios e de fornecer uma compensação para aqueles que foram injuriados.

Com a temperança  vem o desejo de se controlar e se restringir a si próprio, de trabalhar antes de folgar, o que mostra que a prosperidade e a liberdade são, em ultima instância, sustentadas por uma disciplina interna.

Com a fortaleza vem a coragem e o impulso empreender-dedorial  de se deixar de lado o temor desmedido de seguir adiante quando confrontado pelas incertezas da vida.

 Essas virtudes são o fundamento tradicionais da burguesia, bem como a base das grandes civilizações,  porém, a imagem invertida destas virtudes mostra como o modo virtuoso do comportamento humano encontra o seu oposto nas POLÍTICAS PÚBLICAS EMPREGADAS PELO ESTADO MODERNO.

O estado se posiciona diretamente contra a ética burguesa, sobrepujado  e fazendo com que seu declínio permita ao estado se expandir em detrimento tanto a liberdade como a virtude.

PS- Criminosos são uma pequena minoria em qualquer época de um pais. E o dano que eles causaram a humanidade é infinitesimal quando comparado com os horrores, derramamento de sangue, as guerras, perseguições, as fomes, as escravizações, a destruição em grande escala, perpetradas pelos governos da humanidade.

Potencialmente, o governo é a mais perigosa ameaça aos direitos do homem: ele mantém o monopólio da força física contra vitimas legalmente desarmadas, quando irrestrito e ilimitado pelos direitos individuais, UM GOVERNO É O MAIS MORTAL INIMIGO DO HOMEM.

 

 

17 ideias sobre “A burguesia e suas virtudes cardinais o estado e seus pecados capitais.

  1. I loved as much as you will receive carried out right here.
    The sketch is attractive, your authored material stylish.
    nonetheless, you command get got an nervousness over that you wish be delivering the following.
    unwell unquestionably come further formerly again since exactly the same nearly a lot often inside case you shield this increase.

  2. It’sIt is in point of factactuallyreallyin realitytruly a nicegreat and helpfuluseful piece of informationinfo. I’mI am satisfiedgladhappy that youthat you simplythat you just shared this helpfuluseful infoinformation with us. Please staykeep us informedup to date like this. ThanksThank you for sharing.

  3. I’ve recently started a blog, the info you provide on this site has helped me tremendously. Thanks for all of your time & work. “So full of artless jealousy is guilt, It spills itself in fearing to be spilt.” by William Shakespeare.

  4. Thank you for the sensible critique. Me and my neighbor were just preparing to do some research about this. We got a grab a book from our area library but I think I learned more clear from this post. I am very glad to see such great information being shared freely out there.

Deixe uma resposta